Dieta para melhorar o seu sistema imunológico  

Com a correria do trabalho, no fim do dia a pessoa chega em casa muito cansada, sem falar da alimentação precária. Quando se percebe que a imunidade está um pouco baixa é preciso fazer uso de suplementos e vitaminas.

Saiba que agora existe uma dieta que fortalece suas defesas

É uma dieta altamente recomendada e ela não depende de um determinado alimento, mas sim da mistura de vários. Veja como se beneficiar com esta dieta.

Organize sua dieta

O estresse prolongado, a má alimentação, mudanças bruscas de temperatura ou descanso insuficiente faz o nosso corpo sofrer, deixando nossas defesas baixas. Para realizar uma boa dieta melhorando o sistema imunológico é necessário incluir vários alimentos no seu menu. Veja a lista da maioria deles.

  1. Vitaminas e minerais

Há uma série de vitaminas e minerais envolvidos na função do sistema imunológico, e que são necessárias para nossa dieta: cobre, ácido fólico, ferro, selênio, zinco e vitaminas A, B6, B12, C e D. Um vasto consumo de vitaminas e sais minerais, não resultará em total melhoria das nossas defesas.

Mas isso não quer dizer que eles sejam dispensáveis, é muito importante e necessário consumi-los. A maioria dos suplementos, são uteis apenas para pessoas que têm dificuldade para assimilar uma ou outra vitamina, e não têm nenhum benefício real para a população em geral.

O mesmo vale para muitos da indústria de alimentos processados. O ideal é apostar nas vitaminas e minerais. O sistema imunológico melhora muito ao ingerir alimentos como própolis, geleia real, ácidos graxos, probióticos, ômega 3, entre outros.

  1. Mantenha sua dieta rica em produtos frescos

Isso pode ser óbvio, mas, infelizmente, muitas pessoas esquecem. O verdadeiro segredo para ter uma dieta saudável e para que nossas defesas funcionem 100%, é manter uma dieta equilibrada, que consista principalmente de produtos frescos.

Todas as vitaminas e minerais dos produtos frescos podem ser encontradas em frutas, legumes, carne e peixe (bem como alguns dos seus derivados). Veja as vitaminas e minerais:

– Vitamina A: fígado, cenoura, brócolis e batata doce

– Vitamina B6: carne, ovos, peixe, legumes e alimentos ricos em grãos integrais.

– Vitamina B12: peixe, marisco, carne, ovos e leite

– Vitamina C: em todas as frutas e vegetais. Saiba que no kiwi, na pimenta, salsa ou morango há mais vitamina C do que na laranja

– Vitamina D: leite e ovos (além de banhos de sol)

– Cobre: carne vermelha, nozes, legumes, vegetais

– Ferro: peixe, carne, legumes, nozes e ovos

– Folato: legumes e vegetais de folhas verdes

– Selênio: cereais, peixe, carne, lentilhas e ovos

– Zinco: carne, peixe, feijão, nozes e grãos integrais

  1. Alimentos fontes de beta-caroteno 

Ele é convertido em vitamina A. Encontrado em vegetais verde ou vermelho-amarelo-alaranjado e algumas frutas (pêssego, damascos, melão e cerejas).

  1. Beba muita água

Em todas as estações do ano é importante beber muita água. Você pode tomar um chá depois ou entre as refeição, também pode optar por sopas e até adicioná-las no seu menu diário.

Não ingira bebidas alcoólicas

O álcool é uma substância que enfraquece a parte imunológica e também desidrata muito o corpo.

Alimentos fontes

 

A vitamina do complexo B está na maior parte dos alimentos que possuem origem vegetal (frutas frescas, nozes, legumes, cereais, legumes) e nos de origem animal também (carne e vísceras, ovos, produtos lácteos e frutos do mar).

O ácido fólico é encontrado principalmente em vegetais de folhas verdes, frutas, legumes verdes e cereais enriquecidos. A vitamina B12 é abundante nos frutos do mar e no fígado. Mas está presente também nos ovos, no peixe, nas carnes e produtos lácteos.

Alimentos importantes que não podem faltar na sua dieta

Feijão, lentilha, carne magra, alguns cogumelos, ostra, abóbora e salmão.

Dietas ricas em gorduras reduz o nosso sistema imunológico

No entanto, não é apenas pela quantidade ingerida, saiba que a origem das gorduras que escolhemos para incluir no menu da dieta também é importante. Podem ser incluídas no menu as gorduras mono-insaturadas presentes no óleo de peixe, nozes e azeite de girassol ou de soja. Os produtos lácteos também ajudam no aumento das defesas imunológicas.

 

Como evitar a exaustão

Se você não tem o costume de se exercitar, deve começar a praticar com moderação, sempre de acordo com a sua condição física e idade. Vá aumentando gradualmente a intensidade dos exercícios, mas sempre evitando ficar muito cansado. Pois o cansaço reduz a qualidade do sistema imunológico.